Alimentos afrodisíacos

Teoricamente, um afrodisíaco é uma qualquer substância que estimule o desejo sexual. Há cheiros considerados afrodisíacos, há músicas que estimulam a proximidade de um casal e existem alimentos que se supõem excelentes estimulantes sexuais.

Verdade ou mito? A resposta? Não se sabe. Cientificamente, não existe nada definitivamente comprovado em relação a este tema mas a realidade é que não é de agora que se falam de alimentos afrodisíacos. De cultura para cultura desde há muitos anos que existem certos alimentos, certas refeições que os povos consideravam importantes para estimular a libido.

O alimento mais conhecido de todos pelas suas capacidades afrodisíacas é o chocolate, principalmente o negro. Porquê? Tem altas concentrações de serotonina. Esta substancia está presente na zona do cérebro que regula o humor, a boa disposição e o prazer. É por isto que a ingestão de chocolate nos provoca momentos de prazer e que nos podem deixar eufóricas para outras situações.

A banana, por exemplo, é um dos frutos dito afrodisíaco. A banana é, como todas nós sabemos, rica em magnésio que é essencial para termos um bom desempenho físico. Possui ainda triptofano que melhora o humor e aumenta a auto-estima. Enumeram-se ainda frutos como o pêssego, a papaia e o morango como estimulantes sexuais. São boas fontes de cálcio necessário para uma melhor contracção muscular que se associa à erecção e ao orgasmo feminino. A presença de vitamina C (tal como no figo) também é vantajosa.

Ostras. Se pesquisar receitas afrodisíacas, de certeza que as ostras estarão presente em algumas. A fama de alimento afrodisíaco que lhes é concedida provém do facto de possuírem grandes quantidades de zinco e de selénio. O zinco através do aumento de testosterona aumenta a produção de esperma e o selénio melhora a fertilidade e o desempenho sexual.

Considerado também um afrodisíaco comestível é a canela. Neste caso, consta que os seus poderes são particularmente devido ao cheiro agradável que tem. Miticamente é um dos mais conhecidos pois o seu sabor está associado ao mundo oriental e exótico. Dizem que substituir o açúcar pela canela no chá (por exemplo) pode mesmo melhorar a qualidade da vida sexual. Só há uma maneira de saber: experimentem meninas!

Para além dos referidos, há mais uma série de alimentos considerados verdadeiros estimulantes: gengibre, atum, malaguetas, mel… Procurem receitas que contenham estes alimentos e ponham em prática para verificarem se de facto ajuda ou não. Para acompanhar, bebam vinho. Há estudos que comprovam que o vinho é convidativo ao amor e que desperta a paixão e o desejo entre um casal. Tem álcool que costuma funcionar como dilatador dos vasos sanguíneos e que, como todas nós sabemos, nos deixa mais desinibidas que física quer mentalmente.

Para terminar, é importante que todas tenhamos noção que não há maior afrodisíaco que a nossa auto-estima. Se nos sentirmos bem, se tivermos atitude e presença qualquer alimento que cozinhemos para aquele jantar especial pode ser um bom aliado.

1 Comentário

  1. Mary Estela pelo Facebook Abril 18, 2011