É uma consumidora compulsiva?

Não consegue estar um ou dois dias sem comprar nada? Recusa-se a ir apenas “ver montras”? Compra coisas que não precisa? Se respondeu sim a estas 3 questões, então o mais provável é que tenha o vício de comprar compulsivamente.

Razões? Há imensas. A começar pelo vazio que a maior parte das consumidoras compulsivas sentem em relação a alguma coisa na sua vida. Seja um emprego insatisfatório, uma lacuna na vida familiar ou um amor incorrespondido, a verdade é que todas as mulheres que têm o hábito de comprar por vício têm também uma destas coisas em comum.

A verdade é que comprar roupa, acessórios e outras coisinhas para nós, nos faz automaticamente mais felizes, mais seguras e tudo o que é mau na nossa vida desaparece da nossa mente por alguns minutos. Sentimo-nos melhor quando gastamos dinheiro em coisas para nos “apaparicarem”. Ir a um centro comercial quando estamos a atravessar um momento de tensão e angústia e gastar dinheiro na nossa loja favorita, traz uma sensação de bem-estar e de poder que não trocamos por nada. No entanto, acabamos sempre por comprar coisas inúteis, desnecessárias e muitas vezes caras, que não nos fazem falta nenhuma e apenas nos vão fazer sentir bem momentaneamente.

A impulsividade típica de quem está a atravessar um momento de angústia e ansiedade é um fator determinante para a compra exagerada de produtos que não precisamos. E essa característica é essencial para depressa começarmos a perceber que o dinheiro nos fazia mais falta para outras coisas e que (a não ser que sejamos ricas) a vida não está para estas coisas. E depois, quando cai em si e percebe que gastou dinheiro sem necessidade, já se sabe que os sentimentos mais predominantes são a culpa e o arrependimento.A solução? Se sentir sinais de depressão, vazio, insegurança, falta de auto-estima ou algo que não seja bom e que ache que se vai curar com uma ida às compras, não entre dentro de uma (qualquer) loja. Saia de casa, passeie, e não leve dinheiro nem cartão multibanco. Dê uma corrida pelo seu bairro, brinque com o seu cão ou vista o seu melhor vestido e saia para lanchar. Deixe os cartões VISA de lado quando for às compras por algum motivo mesmo necessário. Aprenda a afastar-se. Vá acompanhada e peça a quem vai consigo (alguém de confiança) que não a deixe comprar nada.

Se tem a noção que é consumidora compulsiva e que isso está a arruinar a sua conta bancária ou as suas poupanças, então foque-se em melhorar o seu estado emocional através daquilo que já é seu. Meta um cinto num vestido liso, aplique uma pregadeira naquela t-shirt sem graça, aproveite as pérolas de um colar antigo para fazer uma pulseira vintage. Porque não?

2 Comentários

  1. Mary Stone pelo Facebook Março 14, 2012
  2. Mary Stone via Facebook Novembro 5, 2012

Deixa Um Comentário