Dicas para estar sempre bonita

Por muito que a maioria das pessoas digam que o que interessa é o interior, é certo que a primeira imagem de uma pessoa é tida através da sua própria imagem, ou seja, da sua beleza. No entanto, a própria vida rotineira que levamos faz com que essa tarefa diária se torne bastante complicada, mas é exactamente para isso que nós servimos, para vos ajudar a todas a saber como estar sempre bonita!

Em primeiro lugar deve dormir as horas recomendadas para a sua idade, o seu descanso é meio caminho para manter-se sempre bonita. Principalmente porque com a falta de horas de sono e descanso, começam a surgir as olheiras, e terá que usar correctivos para disfarçar. É estritamente recomendável evitar o uso deste tipo de produtos, o melhor mesmo é seguir as dicas de descanso e dormir as horas adequadas.

A alimentação tem também um papel bastante importante para que se mantenha sempre bonita, principalmente porque uma má alimentação leva a uma acumulação de gorduras ou até a uma danificação da sua pele, que vai fazer com que pareça muito mais velha do que na realidade é. Faça uma alimentação equilibrada e saudável e alie todos esses cuidados a um bom plano de exercícios para tonificar o seu corpo e manter uma silhueta bastante agradável.

É ainda importante que evite fumar ou estar em espaços com demasiada poluição, seja poluição natural (presente em certos tipos de trabalhos) ou até espaços de lazer com grande quantidade de fumo de tabaco (bares de fumadores, discotecas, etc), pois a poluição vai acumular-se na sua pele e torna-la menos brilhante, tirando muito do seu glamour.

Estar sempre bonita vai aumentar a auto-estima de qualquer uma de nós, se levar à risca estas três pequenas e básicas dicas, vai melhorar e muito a sua imagem.

No entanto há mais acções que deve ter em conta se quiser manter toda a sua imagem intacta, mas desde que faça estas três sugestões dadas por nós, vai ajudar muito a sentir-se muito mais bonita e até muito mais saudável.

1 Comentário

  1. Rosário matos Março 31, 2011

Deixa Um Comentário