A menopausa e a sexualidade

A menopausa é conhecida pelo fenómeno que diz respeito ao fim dos ciclos menstruais das mulheres. Acontece normalmente entre os 45 e os 50 anos e uma mulher pode dizer que está na menopausa se não tiver menstruação há mais de um ano.

O que acontece pela altura da menopausa é a diminuição de hormonas femininas no organismo da mulher e isto causa uma redução na actividade sexual das mulheres em cerca de 60%. A realidade é que a menopausa não implica necessariamente uma diminuição do desejo sexual, o que influencia é o envelhecimento. Não é aplicável a todas as mulheres mas há medida que se envelhece, o desejo de ter relações sexuais diminui bem como a intensidade do orgasmo (e não a capacidade de os ter).

É muito frequente as mulheres na menopausa queixarem-se de dores durante a penetração e a causa é a secura vaginal. Com a diminuição de estrogénios no organismo da mulher, as paredes vaginais tornam-se menos elásticas, mais finas, secas e frágeis. São estes factores conjugados que implicam dor à mulher quando têm relações sexuais.

Para melhorar a lubrificação há algumas soluções, a começar pelos lubrificantes à venda em farmácias, por exemplo. Outra solução é definitivamente fazer com que a relação sexual seja mais prolongada. Não salte os preliminares nunca pois é nesta fase que a excitação começa e faz com que comece a lubrificar. Quanto mais tempo investir nesta fase e quanto mais tranquila estiver, melhor vai correr o sexo. Se não consegue aumentar a duração das relações sexuais, aumente então o número de vezes que as tem. Se se mantiver activa, a vagina vai ter mais dificuldades em “secar” ou a perder a elasticidade.

No entanto, também há casos de mulheres que aumentaram e melhoraram a sua vida sexual após a menopausa. Na óptica científica, não há nada que relacione o fenómeno químico da menopausa com isso, o que há sim é uma maior disponibilidade para ter relações. Uma mulher na menopausa é uma mulher com mais experiencia sexual e que por isso pode beneficiar mais desse campo. É perfeitamente comum que as relações sexuais se mantenham com o passar da idade embora (na maioria dos casos) com menos vontade para tal e num ritmo mais lento.

Também é importante salientar que a menopausa não implica só fenómenos ao nível do sistema reprodutor. Com esta variação hormonal, há tendências para estados mais depressivos em que a mulher se sente irritada, ansiosa e desinteressada. Pode sentir-se com baixa auto-estima e as dores de cabeça, afrontamentos e mal-estar podem ser sentidos também. Deste modo, tudo isto faz com que o interesse sexual diminua, mesmo que não seja por vontade própria.

Não se culpe se o seu desejo for menor, até mesmo um homem tem menos desejo sexual aos 50 anos do que tinha aos 25, faz parte do rumo natural das coisas. No entanto, há quem pense positivo, se já não há hipótese de uma gravidez indesejada pode desfrutar mais da vida sexual. Acima de tudo, sinta-se bem consigo mesma. A intimidade entre o casal aproxima os dois e é extremamente necessária. Não pense que vai ser desconfortável porque esses pensamentos só antecipam a dor. Se se sente mais em baixo, arranje maneira de se sentir sexy. Lembre-se que também passou por turbilhões hormonais quando teve a primeira relação sexual, quando tomou a pílula, quando teve filhos e pense neste como sendo só mais um e que não lhe vai causar transtorno nenhum!

Deixa Um Comentário