O poder medicinal das flores

Já estamos na Primavera e este é o tempo das flores. Podemos ter um bonito jardim, um centro de mesa colorido, podemos até comprar flores comestíveis, podemos usar pétalas secas como acessório de decoração, ou podemos comprá-las em versão gancho para enfeitar o nosso cabelo. O que a Mulher Saudável propõe neste texto não é nenhuma das opções anteriores mas sim, o uso de algumas flores conhecidas para melhorar a sua saúde.

Existem na Natureza flores com propriedades curativas e que nos podem ajudar a sentir melhor. São conhecidas pelo nome, populares em chás mas nem sempre sabemos qual a grande vantagem de as consumirmos. No geral, nós mulheres, somos mais apreciadoras de chá do que os homens e mesmo que esteja um enorme calor e não lhe apeteça beber nada quentinho, lembre-se que pode fazer a infusão e colocá-la num jarro dentro do frigorífico e assim deliciar-se com um chá gelado.

As 5 flores que lhe apresentamos de seguida são muito possíveis de usar no dia-a-dia. Vamos então dar a conhece-las melhor a quem ainda tiver algumas dúvidas.

A camomila: famosa, branca e amarela, cheirosa e de sabor amargo. As suas propriedades são imensas, daí ser a solução para uma série de males. Quantas vezes não dissemos a uma amiga “Estou a ficar engripada.” e a resposta foi “Vou-te fazer um chazinho de camomila!”? Pois é meninas, a amiga tinha razão. A camomila é óptima para combater estados gripais porque possui camazuleno, dores menstruais porque tem emenagoga, actua positivamente sobre o sistema imunológico, nervoso e digestivo.

Da camomila passamos para a tília. A árvore que dá as flores é grande, volumosa e bonita. As flores de tília são pequenas e de tom amarelado. Uma infusão de chá tília pode ser uma mais-valia para a nossa saúde. Porquê? Ora tome nota: é um excelente calmante do sistema nervoso, funciona como sedativo natural, alivia dores de cabeça e combate as insónias. Cefaleias, cólicas e digestões complicadas também são problemas que esta flor consegue resolver.

Tem um cheiro delicioso, uma cor maravilhosa e ainda fazem bem à saúde. Se for asmática ou tiver problemas de digestão, faça um chazinho de lavanda e vai ver que se sente melhor. Se felizmente não tiver destes problemas e quiser tratar um eczema, uma queimadura ou uma alergia pode usar o óleo de lavanda (muito conhecido) que também é bastante eficaz.

Apresentamos agora a centáurea cuja cor é um azulado lindíssimo e é semelhante a um cardo. Ingira-a sobre a forma de chá se precisar de algo com efeito depurativo ou diurético. O seu sabor é ligeiramente amargo mas pode ajudá-la no tratamento de dores de estômago ou dores nos ossos. Estimula a digestão e ajuda na prevenção da diabetes. Externamente, pode ajudar a tratar feridas na pele.

Em último lugar apresentamos a malva. Uma flor que pode ter pétalas brancas,cor de rosa ou azuladas em forma de coração. Apesar do seu tamanho reduzido, as suas propriedades são, para além de serem elementos muito airosos na decoração de um jardim, uma grande eficácia contra irritações na garganta e outras inflamações. Em forma de chá é também um óptimo expectorante e combate a prisão de ventre. A malva é ainda uma grande aliada em manter as cordas vocais num excelente estado.

Para além das plantas que referimos, existem muitas mais com capacidades para curar. O que lhe propomos é que experimente (experimente de novo) estas infusões e veja se em si elas produzem algum efeito. Dica? Beba o chá sem açúcar. Só assim poderá saborear o verdadeiro sabor destas flores.

Deixa Um Comentário