O vinho também faz bem

Antes de dar a conhecer melhor quais os benefícios da ingestão de vinho, é muito importante relembrar todas as leitoras que esta bebida deve ser consumida de forma consciente sem excessos.

A medicina já comprou que consumir uma dose de vinho moderada é benéfico para a saúde de quem o faz. Ainda assim, nunca se deve esquecer de que o principal inimigo presente no vinho se chama álcool e que todos os anos, milhares de pessoas morrem vítimas do consumo de álcool seja de forma directa (cirrose hepática, por ex.) ou indirectamente (condução sob o efeito do álcool, por ex.). O álcool em excesso provoca dependência e pode ser prejudicial para muitos órgãos no nosso corpo. O álcool não tira a sede como muitas pessoas pensam e possui um alto valor calórico.

Mas se é amante de vinho e não prescinde de apreciar esta bebida, queremos dar-lhe motivos para que o faça sem que a sua saúde corra risco. A dose? Um copo de vinho por dia. No máximo, 2 (um ao almoço, outro ao jantar). Mais do que isso, já não é permitido. Se for possível optar, prefira o vinho tinto.

As doenças cardiovasculares são as mais beneficiadas com a ingestão de vinho devido à presença de flavonóides e compostos fenólicos na sua composição. Estes têm a função de serem antioxidantes e por isso, dá ao nosso organismo a capacidade de combater os radicais livres que o nosso sangue possui. Tromboses, enfartes e afins são assim prevenidos.

O vinho possui ainda resveratrol, uma substancia que é vantajosa na diminuição da formação de coágulos no sangue. Aumenta o bom colesterol (HDL) e diminui o mau colesterol (LDL). Alguns estudos mostram que mulheres que consomem doses moderadas de vinho têm menos tendência para desenvolverem pedra no rim.

Melhoria nas capacidades de memória e agilidade mental também se notam em pessoas que ingerem vinho habitualmente. A medicina ainda comprova que a doença de Alzheimer pode ser prevenida com o consumo de vinho bem como o estado senil.

Por último, beber vinho pode ajudar na prevenção de doenças ósseas bem como no desenvolvimento das células do sistema neurológico.

Aproveite o sabor de um bom vinho com a vantagem de se manter saudável sem nunca exceder as doses recomendadas.

4 Comentários

  1. Sandra Correia pelo Facebook Janeiro 17, 2012
  2. Vittoria Saboia pelo Facebook Março 26, 2012
  3. Ana Mendes via Facebook Outubro 4, 2012

Deixa Um Comentário